Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Relembrando...

Quinta-feira, 20.10.16

Há gente que fica na história

da história da gente...

 

 

E tu surges nas lacunas das palavras desalinhadas que salpicam sombras numa noite de chuva forte e inclemente que me chega na aspereza e na escuridão que me fazem vaguear no infinito de um quarto com um olhar perdido nas sombras que a noite vem projetar entre os vãos das cortinas...

E hoje, nesta noite de lembranças e dores a povoar a alma, num tempo alongado de tristeza, busco ouvir os pingos da chuva a marcar um compasso doído versejando num canto dolente a recriação da saudade...

 

 

 

 

A chuva ouviu e calou
meu segredo à cidade
E eis que ela bate no vidro
Trazendo a saudade...

 

1. Pintura impressionista "Noites de Chuva" de Leonid Afremov

2. No vídeo, uma das belas canções desse grande músico, intérprete e compositor português, Jorge Fernando*

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

de helena às 23:12