Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Hás de me encontrar...

Quinta-feira, 24.11.16

Se quiseres saber de mim...

MONTAGEM HELENA 3.jpg

 

Hás de me encontrar pelas madrugadas orvalhadas de suspiros, olhar perdido no horizonte enternecido de cores, olhando tristemente o caminho percorrido por passos entrelaçados de lembranças...

Hás de me encontrar no rastro das estrelas cadentes que muitas vezes iluminou a esperança e me fez crente na realização de tudo aquilo que eu me permitia sonhar... 

Hás de me encontrar também no soprar da brisa que vem mansa carregando as palavras que ficaram esquecidas pelas estradas, no desejo de um dia se transformarem  em versos...

Hás de me encontrar aqui,

esperando o vento soprar forte para afastar das veredas

os pedregulhos que me machucarão os pés...

MONTAGEM HELENA 5.jpg

 

 

 

 

Mas se quiseres mesmo saber de mim

hás de me encontrar

no alto de uma montanha

a olhar o horizonte por onde o sol vai nascer,

na esperança de que possa ser iluminada

a parte da estrada

que ainda tão cheia de sombras

me desencoraja um novo caminhar...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

de helena às 17:23


12 comentários

De CÉU a 24.11.2016 às 22:37

ELE e ele sempre sabem como e onde te encontrar, Leninha, querida, pke teu amado está no Paraíso e Ele está em todo o lugar.

Um texto mto lindo, onde se notam momentos de luz e de alguma sombra, o k é, perfeitamente, normal. É bom, é salutar, é compreensivo que continues falando dessa dor, mas da maneira que mais e melhor te aprouver. Desabafa, sempre que pretenderes, e penso que o fazes mto na escrita, o k é mto benéfico, visto que ali "todos" escutam, atentamente, tuas "lamúrias", mas não julga, não comenta e não quantifica, nem qualifica. O papel e o lápis, são, em determinados momentos da vida, os nossos melhores amigos, pke nos olham, silenciosamente, gostando de saber k são por nós considerados como os nossos melhores amigos e confidentes. Eu faço o mesmo k tu, alg. vezes, pke gosto de falar com alguém ou algo, k me entenda e as pessoas, nem sempre compreendem o k sentimos, o k pretendemos transmitir.

A natureza e seus elementos, são tb mto bons ouvidores e sendo seres inorgânicos, têm mais vida, por vezes, que os orgânicos. Quem diria, não é? mas, assim é.
As madrugadas, as estrelas, as brisas e o aqui tudo congemina a teu favor, pois eles afastam as pedras, k poderás encontrar pelo caminho, talvez te ferindo os pezinhos e a alma e iluminam tuas noites, tuas esperanças e tuas lembranças, mas não ferem teus olhos.
As brisas te levarão, magicamente, para o cume de uma montanha, pertinho do Paraíso, para olhares a bela aurora, te incentivando, te dando forças para um novo caminho e tu precisas encontrar algo ou alguém forte, doce, inocente e bom (creio k já encontraste) para dar luz aos teus dias e para comungar dessa alegria, que já está nascendo e k se irá alargar.

Deus tem de pagar umas "dividazinhas", k tem em relação a ti, Sua filha, mas eu sei k ele te vai compensar a duplicar, eu sei. Terás aquilo k mereces, k sempre mereceste, e teu futuro vai ser bem risonho. Tua pequerrucha está na "linha da frente" e seu "papai", k já está no céu, vai ficar mto feliz com essa bênção k chegou à vossa vida.

Gosto das imagens k escolheste para esse post. Elas alindam e têm tudo a ver com teus sentires. Em ambas, a menina/mulher, aparece vestida de branco, o k transmite paz e tranquilidade. Na 1ª foto está olhando para o infinito, de costas e na 2ª, já se vê o rosto dela, embora ainda cabisbaixo, todavia, inundado/a de luz, no cimo daquela montanha, onde se sente mais perto do céu, onde reside seu amado.

Linda, passarei depois pelo blog de nosso amigo comum, António, para ler o k lá escreveste. Muito obrigada, "menina" pelas tuas palavrinhas, sempre tão carinhosas, sempre tão a teu jeito.

Beijos, mtos beijos e abraços leais para ti, para tua menininha e pra todos vocês.

Comentar post


Pág. 2/2