Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Blog encerrado *

Quarta-feira, 12.07.17

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

de helena às 13:58


121 comentários

De a 19.11.2017 às 01:51

Eu sinto uma saudade de nossa Leninha.
Sei que ela está sorrindo para nós que a amamos.

De a 15.11.2017 às 10:41

Mais do que nunca... SAUDADE!

De a 12.11.2017 às 21:58

🌹...

De a 24.10.2017 às 22:14

Quando a saudade dói mais, o jeito é vir espreitar este cantinho...

De LuísM Castanheira a 10.10.2017 às 17:15

🌷...

De a 10.10.2017 às 12:01

Leninha, três meses sem você!!! Três meses em que a saudade se foi tornando mansa mansa mansinha... E hoje está assim: tristinha e cheia de doces lembranças... Você sabe que não sou muito de freqüentar igreja, e missa só vou mesmo em ocasiões especiais, mas você acredita que todas as missas que eu sei que estão sendo celebradas para você eu vou assistir? Hoje mesmo já fui em duas, a da família e lá da sua casinha onde moram os seus pequerruchos e os seus velhinhos. Acredita que eu até cantei? Cantei alto, menina, acompanhando aquele lindo coral que você formou e cujas vozinhas entoavam hinos numa alegria que dava gosto. E eu de lá do meu cantinho também cantando feliz... Feliz? Sim, minha doce amiga, feliz sim, mas com lágrimas descendo pelo rosto... eu descobri que era uma felicidade triste... E não é que ela existe mesmo? Eu senti em todas as fibras do meu corpo, no recôndito do meu coração, no fundinho da minha alma... E pude ver você, linda linda, radiante, sorrindo quinem as estrelas, olhando pra minha cara de felicidade/triste e pensando: esta minha Verinha é mesmo maluquinha... Lembra quando você me abraçava e usava esta frase quando eu fazia alguma coisa que deixava você enternecida? Pois é, amiguinha linda, aquela sua Verinha maluquinha que quase não se emocionava, que quase não chorava, hoje está se emocionando por qualquer coisa, chorando por qualquer coisa... Estou até parecendo você!!! Você é que vivia chorando à toa, de alegria, de tristeza, de surpresa, de bobeira mesmo, por qualquer coisa você se emocionava e lá vinham as lágrimas descendo... Eu agora estou assim também... chorona chorona...
Mas agora chega, pois não quero desviar sua atenção das coisas importantes que você tem que fazer aí em cima. Outra hora eu venho contar algumas novidades... Pensando bem, contar pra quê? Daí de cima você está vendo tudo... e sorrindo, sorrindo, como só você sabe sorrir... felizinha da vida (?) vendo que aqui em baixo tudo caminha conforme os desígnios aí do seu Pai... Fora o fato dEle ter levado você muito cedo, eu quero que você saiba que não tenho tido motivos para 'brigar' com Ele, pois prêmios e castigos estão sendo dados aqui em baixo conforme o merecimento... Sei que você entendeu.
Mas agora deixa eu ir trabalhar. Teremos missa também lá na sua capelinha... Com tanta missa assistida eu acho que hoje eu já vou ganhar as chaves aí do Paraíso...
Beijos no seu coração, na sua alma, especialmente no dia de hoje... Um dia de tristeza aqui e de alegria e comemoração aí...
Pode isto?
Da sua
Veruskinha

De a 02.10.2017 às 22:50

Quando o domingo chegava lá ia eu felizinha da vida para o centro encontrar os meninos e as meninas, como você afetuosamente chamava aquela turminha em recuperação, por quem tanto amor nutria e de quem recebia tanto carinho que só de vê-la ao lado deles, brincando, sorrindo, e dizendo palavras de incentivo, o meu coração se enchia de uma alegria que durava por muuuuuuuuuito tempo mesmo. Ontem, quando lá cheguei, caía uma chuvinha miúda e encontrei todo mundo triste e muitos deles disseram associar a chuva a você, que tanto gostava dela.
Você vai gostar de saber que a Chiquinha e o Chiquinho já saíram e estão com a família vivendo a fase da paz, da tranquilidade, mas parece que desta vez vai durar e se Deus quiser não vou vê-los mais por lá.
O Nadinho saiu e voltou, tornou a sair e até hoje não apareceu... Estão naquela busca de onde ele possa estar e seguindo as instruções que você implantou num caso como este.
Enfim, Leninha minha adorada amiga, da parte que me cabe as novidades são estas. No mais só as saudades que ainda e de vez em quando dói pra caramba dentro do peito. Não passa um só domingo sem que o seu nome seja pronunciado, sem que uma prece seja feita para que você esteja bem, curtindo o AMOR dos Anjos e Santos aí de cima junto do Pai Maior, dentro da PAZ que você tanto apregoou entre nós.
Continue a ser feliz aí de cima, minha amiga, que nós aqui de baixo continuamos a amar você.
Mil beijos no seu coração,
Cecinha

De a 01.10.2017 às 13:58

Bom dia Leninha
Vim aqui matar a saudade. Quanta falta você faz. A blogosfera não é a mesma sem você. Deixo aqui um ramo de flores brancas para perfumar esse seu lindo espaço onde muitas vezes vinha buscar a paz necessária para seguir em frente. Um abraço apertadinho.

De a 22.09.2017 às 21:29

Olá, votos de feliz fim de semana,
AG

De LuísM Castanheira a 15.09.2017 às 14:45

em cada criança
em cada olhar
procuro o coração de cristal
renascido
como se o tempo
voltasse ao teu lugar.

fazes-me falta, amiga...
volta
mesmo que seja numa qualquer
brisa de mar
numa flor
ou na pureza duma gota
que me possa alimentar.

um beijo

Comentar post


Pág. 1/7






Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

arquivos

2017