Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Blog encerrado *

Quarta-feira, 12.07.17

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

de helena às 13:58


121 comentários

De a 13.07.2017 às 03:11

Boa noite.
Estou ausente do virtual por motivos pessoais. Mas soube do ocorrido por uma amiga. É vim deixar um ramo de Rosas brancas como Leninha gosta. Minha querida a amiga oro a Deus pela sua felicidade. Onde esteja que Deus sempre lhe ilumine. Vamos sentir muita a sua falta. A blogosfera não será a mesma sem você. Um enorme.Abraço. como eu sou espírita as coisas ficam mas claras para mim. por isso eu estou falando e deixando palavras para a Leninha a minha amiga que gosto muito e sei que está bem junto dos seus entre queridos. É amiga vai ser bem difícil nunca mas receber a sua visita no meu cantinho e nunca mas ler as suas palavras. Seus puxão de orelhas quando fazia algo errado. Enfim muita luz para todos vocês.Voltarei com calma assim que por aqui as coisas entrar no eixo. Um grande abraço minha amiga. Verinha não ache estranho o meu comentário é exatamente assim que faço com quem amo. Não acredito em morte. Para mim e uma passagem para o outro lado da vida. Força para todos. Meus sentimentos.

De Vera Lúcia a 13.07.2017 às 13:52

Para você que se denominou como A, o meu agradecimento pelas palavras sinceras aqui deixadas. Acredito que a Leninha esteja num lugar de muita luz, justo pelas coisas boas e bonitas que ela fez durante toda a sua vida, sempre voltada para o bem estar comum, doando seu tempo e buscando sempre ajudar aos necessitados. Até agora no final, pois mesmo sabendo da gravidade do seu problema ela continuou com suas obras, pois queria deixar tudo em ordem e assim ela fez. Carregou um fardo sozinha, somente ela e os dois médicos amigos que sabiam a gravidade do problema que ela nos fez acreditar que fosse um tumor benigno e não era. Ela foi um exemplo de pessoa dedicada e eu muito aprendi com ela durante estes anos todos de convivência. Vou chorar eternamente a sua falta...
Agradeço o ramo de rosas brancas que você deixou, realmente ela adorava rosas, principalmente as brancas que dizia serem as rosas da paz. Também a mim puxava as orelhas quando eu precisava, assim como eu também puxava as dela, coisa rara, pois era uma 'filha' muito ajuizada. Não estranhei as suas palavras, pois elas soaram sinceras e tenho amigos que também são espíritas e sei como encaram a morte de uma outra maneira. Mas tudo vem de Deus, e sendo assim, são coisas abençoadas apesar de 'diferentes'.
Obrigada, A, por suas palavras tão sinceras e desejo tudo de bom na sua vida.
Um abraço sincero.

De a 13.07.2017 às 23:16

Boa noite Verinha.
Peço perdão por ter me esquecido de me identificar. Me chamo Mirtes e compartilho a minha doença com meus amigos virtuais e todos os meus familiares. Foi um choque tão grande que só depois percebi que não tinha me identificado. Mas se chamada de A, foi um forma muito meiga, obrigada, me fez lembrar da Leninha, pois ela era sempre assim, sempre procurando nós tratar com muito consideração. A é uma letra que eu amo e acho que Leninha também. A de amor, A de Adoração. A de amizade o que sempre mantive com a Leninha. Que pena que a Leninha não compartilhou com quem gostava tanto dela a sua situação. Nenhuma doença ou problema grave deve ser guardado,pois o sofrimento é muito. Concordo completamente com você, creio que a Leninha esteja bem e muito iluminada. Deixo a minha saudade e sentimento por uma perda grande para mim, e creio que para todos que teve um prazer da sua amizade virtual. Realmente essa patologia é muito traiçoeira. Um enorme abraço.

De Vera Lúcia a 14.07.2017 às 11:35

Mirtes, um lindo nome. Os sentimentos por você citados com início na letra A são realmente muito importantes e bonitos. Eu acrescentaria Afinidade e Atração, palavras que também definem a base de um sadio relacionamento.
Busquei seu nome nos links do blog para lhe fazer uma visita e me impressionei com a sua força de vontade interior ao enfrentar uma enfermidade tão problemática. Eu confesso que nunca ouvi falar desta doença e fiquei impressionada com os sintomas. Você, além de enfrentar a própria enfermidade ainda tem que se preocupar com a saúde da filha. É uma cruz bem pesada de carregar. Só mesmo com muita esperança em Deus para ultrapassar estas barreiras. Mas eu tenho certeza de que movida dentro dessa fé no Altíssimo você conseguirá vencer aos poucos a sua provação. Assim eu desejo de todo coração Mirtes, e acho importante que você propague a doença e tudo que sente em relação a ela, pois é uma forma que além de ajudar a muitos faz você desabafar, pois os problemas partilhados podem trazer um certo alívio e um pouco de paz.
A Leninha optou por não contar nada sobre a gravidade da sua doença. Desde o princípio do ano quando fez uma viagem ao exterior que ela ficou sabendo, pois esteve numa clínica de neurologia na Alemanha onde foi descoberto o tumor através dos exames. Somente seus dois amigos médicos aqui do Brasil ficaram sabendo, e ela pediu a eles que nada comentassem com a família. Os seus sogros, que ela considerava como pais já são idosos e também com problemas de saúde, e foi um dos motivos para que não propagasse o problema. Muita coisa só ficamos sabendo depois, e acredito que a Leninha pressentia que estava indo embora... Todas as atitudes dela, as providências que tomou, até testamento ela deixou, pois tinha uma situação econômico-financeira muito privilegiada e todos os seus bens e investimentos foram para beneficiar os familiares, afilhados e amigos, como também as suas obras de caridade. Todos a consideravam um anjo, e eu acredito que sim, que ela foi um anjo que veio habitar entre nós para ensinar o amor ao próximo, a solidariedade, o desprendimento, pois bem podia estar viajando pelo mundo, gastando sua fortuna com ela mesma, mas preferiu dedicar sua vida ajudando aos que necessitavam.
Desculpe Mirtes, mas me empolgo ao falar da Leninha, tantas coisas eu poderia falar sobre a pessoa linda que ela foi entre nós, mas quem a conheceu sabia que ela era uma pessoa simples, afetuosa, sempre pronta a ouvir e ajudar, mesmo sem conhecer direito as pessoas, se precisassem dela, lá estava a sua mão estendida. Foram anos de estreita convivência, de cumplicidade e afeto, que hão de marcar a saudade no meu coração para sempre.
Estar respondendo aos amigos no blog que ela tanto gostava é uma forma de ficar perto dela um pouco mais. Mais a frente vou retirar a minha mensagem e deixar apenas o vídeo da Ave Maria que ela tanto gostava.
No mais, quero desejar que Deus continue a lhe proteger, que lhe traga cada vez mais fé e esperança, e que mesmo entre altos e baixos você possa junto com sua filha viver ainda muitos anos de paz e felicidade.
Um abraço afetuoso.

De Gracita a 13.07.2017 às 01:59

Leninha minha doce e iluminada amiga
Você partiu levando o fulgor para as estrelas e lá em meio às estrelas que tanto amava está você minha amiga encantando o firmamento com a sua luminosidade. E a cada estrela no céu a brilhar eu sei que é o seu sorriso e o seu carinho a nos abraçar. Envolta na luz do amor descanse em paz minha amiga
O coração está miúdo neste momento pela sua ausência.
Leninha amada que a sua luminescência seja um halo de amor neste plano espiritual onde foste morar
Que Deus a acolha na paz e no amor
sua amiga
Gracita

De Vera Lúcia a 13.07.2017 às 13:32

Obrigada, Gracita, pela amizade e pelas doces palavras para com a nossa Leninha.
Um abraço carinhoso.

De PP a 13.07.2017 às 01:15

Obrigado, Vera por este lamentável, mas tão bem argumentado feedback. Que a nossa Leninha descanse em pax!

De Vera Lúcia a 13.07.2017 às 01:35

P.P.
Obrigada a você pelo comentário. Ela há de descansar sim na paz do Senhor.
Um abraço.

De PP a 13.07.2017 às 01:43

Outro.
Muita luz!

De Leunam a 13.07.2017 às 00:24

Comentar o que? Não sei dizer nada, Deus não deve existir.
Adeus Lena, que tenhas o descanso que mereces no lugar que é teu por direito.
Um pouco de mim morreu.

De Vera Lúcia a 13.07.2017 às 01:32

Leunam, eu acredito que DEUS existe sim, e a nossa Leninha depois de passar por um período de descrença ela voltou a acreditar NELE, pois sempre foi muito religiosa. E ainda dizia que somente do outro lado é que a gente ia saber sobre os mistérios da vida, sobre os desígnios de Deus e do que Ele reservava para os seus filhos aqui na terra.
Também um pouco de mim morreu com a partida da nossa amiga, mas vamos fazer nascer nesta parte que perdemos um lindo jardim somente de sorrisos e estrelas, para suprir a saudade que ela nos deixou.
Um abraço afetuoso.

De Leunam a 13.07.2017 às 12:50

Obrigado Vera.
Estou sofrendo muito, a Leninha no dia 9 escreveu-me um e-mail que era uma despedida, eu percebi que era, mas não quiz acreditar.
Tínhamos uma amizade muito especial era, um pouco minha confidente, sabia as palavras certas quando eu precisava, deva-me muito apoio nesta fase na da minha vida.
Fiquei mais pobre, perdi o melhor que havia neste mundo virtual, que penso abandonar.
Se não for muito penoso gostava de saber se partiu em paz, como merecia.
Obrigado.

De Vera Lúcia a 13.07.2017 às 13:29

Sim, Leunam, a Leninha partiu em paz. Como o fato se deu durante a cirurgia ela estava sedada, não sofreu, graças a Deus. Ela sabia da gravidade do seu problema e sabia que podia não voltar da cirurgia. Deus lhe concedeu a graça de colocar tudo em ordem antes de partir. Nada ficou pendente, apenas a saudade que sabemos será eterna, guardada entre as lembranças que cada um de nós terá dela. Faço votos de que esta fase difícil pela qual está passando, seja breve, e que você possa readquirir a paz tão necessária para continuar a caminhar. Agradeço a amizade que você demonstra tão sincera para com a nossa Leninha.
Um abraço amigo.

De Leunam a 13.07.2017 às 13:47

Obrigado.
A Leninha, para mim, foi a Irmã que nunca tive.
Não sofreu, partiu em paz.
Obrigado Verinha

De LuísM Castanheira a 12.07.2017 às 21:17

Helena_ A Última Página

A minha Amiga morreu!
Pelas Palavras a conheci
E só por elas a senti
Mas foi por elas, as Palavras
Que um Anjo eu vi.

O Vazio é imenso...
E só agora chegou a mim.

Eterna saudade, minha Querida.

LuísM

Vera Lúcia:
Não tenho mais palavras para acrescentar aquelas que aqui deixou.
A homenagem feita à nossa Amiga diz tudo.
Tive pena de só agora ficar a saber desta terrível notícia.
Passaram-se dois dias e acreditava...
Agora deparei-me com o blog vazio
e ... mais vazio fiquei.
Mas essa foi a vontade da Helena e respeito-a.
O seu testamento - pois dum testamento se tratava e eu não acreditei - foi um dos textos que eu gostaria muito de guardar.
Agora é tarde...tarde para tudo.
Um obrigado para tudo o que fez.
LuísM

De Vera Lúcia a 12.07.2017 às 22:40

Luís, achei bonita a sua expressão de testamento para a última postagem da nossa Leninha. Ali ela conseguiu resumir o que foram estes anos em que manteve o seu blog. Eu, que sempre estive ao seu lado, também não queria acreditar que ela "sentia" que estava indo embora. E ela me deu muitos sinais, chegando mesmo a me dizer que não voltaria da cirurgia, mas acredito que o amor que eu tinha por ela era cego, surdo e mudo para estes sinais, pois eram muito dolorosos de ouvir.
Agora é tarde para muitas coisas... Mas acredito que o principal todos os seus amigos blogueiros tenham dito nos carinhosos comentários que aqui deixavam, e que ela tanto gostava. Estava sempre lamentando não ter um tempo maior para responder a todos como gostaria, mas a bem da verdade nem eu sei como ela conseguia dar conta de tantas atividades. Acho que é porque as fazia com tanta dedicação e amor.
Vou tentar responder aos que aqui deixarem suas mensagens, numa forma também de estar homenageando a nossa Leninha ao fazer algo que ela sempre quis fazer. E também para estar um pouquinho mais de tempo junto dela...
Um abraço afetuoso para você.

De Chica a 12.07.2017 às 17:08

Puxa vida, Leninha! Nos avisasse e nem de brincadeira quisemos acreditar! Agora o choque e tristeza de perder uma amiga.Descansa em paz e estás na luz! FICA BEM E PRA NÓS RESTA A SAUDADE! Bjs chica

De chica a 12.07.2017 às 18:26

Leninha, acabei de deixar um céu pra ti por lá, naquele blog que gostavas de circular e ver os céus. Um céu pra ti,com lágrimas nos olhos, sabendo que já estás nele! beijos praianos, como gostavas! chica

https://ceuepalavras.blogspot.com.br/2017/07/um-ceu-para-leninha.html

De Vera Lúcia a 12.07.2017 às 21:58

Chica, por certo a Leninha "sentirá" a vibração desta homenagem tão bonita que para ela você fez. O mar sempre a fascinou e nas vezes em que juntas viajávamos para alguma praia ela era capaz de ficar horas absorvida numa contemplação. Ela foi realmente uma pessoa abençoada, pois sempre dividiu tudo que tinha não só em aspecto material como também em amor, bondade e amizade.
Eu quero lhe agradecer em seu nome, sendo como fui uma amiga de tantos anos e também (assim ela me considerava) uma "mãe" de coração.
Deixo um abraço apertado e os votos de muita paz em sua vida,
Verinha

De a 12.07.2017 às 22:46

Obrigada,Verinha e imagino como ela te fará falta! Fica bem! bjs chica

De Cecília a 12.07.2017 às 15:53

Verinha, eu tive a felicidade, se assim posso me expressar, de colocar uma flor no túmulo da nossa querida amiga Leninha, este anjo que Deus enviou até nós para nos ensinar sobre a bondade, o amor ao próximo, o perdão e a aceitação de tudo. Através das suas obras de caridade eu pude sentir a pessoa iluminada que ela era. Na nossa casa dos irmãos solidários eu pude ver o seu despreendimento em ajudar a dar o banho e alimentar pacientemente as nossas irmãs, além das doações em dinheiro também nos trazia alimentos e medicamentos a toda semana. Eu lhe digo uma coisa, Vera Lúcia, nunca vi tanta gente reunida, chorando e lamentando a morte de uma pessoa como eu vi no velório. Quando eu ouvi o coral dos menininhos de Jesus cantando segura na mão de Deus e vai, eu lhe digo minha amiga, chorei de soluçar, assim como todas as pessoas que ali estavam. As palavras de despedida dos amigos deveriam ter sido gravadas de tão bonitas que foram. Assim como você eu também não tive voz para dizer nada. O que mais me comoveu foi o relato daquele menininho com aquelas muletas especiais contando a sua história desde o nascimento e de como conseguiu se livrar da cadeira de rodas graças ao 'amor infinito e a bondade sem tamanho da dona Leninha". Que criança mais linda, Vera Lúcia, que menino iluminado, pois contou toda a sua história de maneira firme, sem chorar, e apenas ao beijar o botão de rosa e depositar no caixão foi que ele deixou cair as lágrimas e se escondeu nos braços da mãe.
Foram tantos momentos lindos e emocionantes, tantas histórias de vida bonitas, que eu vou lhe sugerir escrever um livro sobre a vida da Leninha contando seus feitos.
Já escrevi muito e desta forma eu também me despeço na certeza de que o céu está em festa com a chegada de mais um anjo para habitá-lo.
Pra você, minha amiga, um abraço bem apertadinho,
Cecília

De Vera Lúcia a 12.07.2017 às 22:11

Cecília, foi realmente uma cerimônia muito bonita e dava para sentir no ar a tristeza das pessoas que foram levar um último adeus para a Leninha. Também me emocionei com todas as homenagens a ela prestadas, principalmente a do menino que só ao final deixou-se dominar pelas lágrimas. Ele é um dos afilhados da Leninha, dos muitos que também ali estavam. As palavras do Dr. Augusto e do Dr. Leonardo também muito me emocionaram. O coro de crianças foi outro momento em que não se via um só rosto sem lágrimas, estavam todos comovidos.
Quanto a sua sugestão de escrever um livro sobre as histórias da Leninha, eu gostaria muito de o fazer, pois teria coisas incríveis para contar. No entanto, você bem sabe que a Leninha era uma pessoa muito discreta e não iria gostar nunca que as suas histórias de vida fossem propagadas. Por isso acato a sua sugestão, mas não posso nem devo fazer algo que mesmo lá de cima ela não aprovaria e ainda me olharia com um olhar de recriminação, rs.
Cecília, por vezes eu tento rir quando me lembro de alguma passagem nossa, mas em seguida estou chorando... Ainda é muito recente a perda e talvez um dia a gente possa sentar, tomar um cafezinho (que ela tanto gostava), e relembrar dos nossos "bons tempos".
Enquanto isto não acontece, minha amiga, vamos vivendo somente com as saudades da nossa Leninha.

De Mae MAria a 13.07.2017 às 16:46

obrigado por nos contar esta sua despedida tão linda.

De Bíndi e Ghost a 12.07.2017 às 15:02

Não posso deixar de confessar meu choque...pois sempre esperamos o melhor, e achamos que o melhor é o que nossa pouca capacidade humana nos faz perceber. Mas o melhor para nossa amiga foi reencontrar seus amados...e sua vida breve, mas intensa, foi uma missão de puro amor e exemplo vivo de humanidade e coragem.
Estás no mais lindo dos paraísos, eu sei, minha amiga...não foi à toa que sonhei com um lindo lugar esta noite...talvez tenha tido o privilégio de me despedir em sonhos...
Que Deus te abençoe infinitamente.
Com amor
Bíndi e Ghost

De Vera Lúcia a 12.07.2017 às 22:18

Bindi e Ghost, acho que foi um choque para todos nós, mas acredito que seja nesse lindo lugar que você sonhou que a nossa Leninha está.
Um abraço aos dois.

De Malik a 12.07.2017 às 14:17

Obrigado, Verinha.
O céu ganhou um Anjo.

De Vera Lúcia a 12.07.2017 às 22:15

Ganhou, sim, Malik, um anjo de nome Helena.
Obrigada!

Comentar post


Pág. 7/7






Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

arquivos

2017