Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Tu estarás sempre comigo...

Sexta-feira, 03.03.17

Tu estás comigo, quando meus olhos vagueiam pelas planícies desfolhando os alvoreceres que os deuses diluiram nos meus sonhos nas noites em que cansada de chorar andei a vagar por entre os vãos das montanhas, sem me lembrar de despir as vestes que me cobriam a nudez do existir.

Tu estás comigo, quando meus pés pousam de manso nas pétalas vermelhas que desprotegidas flores deixaram ser levadas pelo vento que no momento carregava os pecados que seriam expurgados numa eternidade encravada nas pedras que choravam os suspiros dos amantes que distantes ainda se protegiam.

Tu estás comigo, quando a minha alma se banha na nascente do arco-íris, buscando no rebrilhar das cores os versos coloridos que se perderam no entremeio dos raios de um sol que teimava em desvendar os segredos guardados nas redes onde descansavam os querubins.

Estás sempre comigo, mesmo agora que não mais estás, porque a minha saudade vai te buscar e te prende no meu olhar alongado, onde um inaudível suspiro se equilibra para diluir as pequeninas lágrimas que ainda teimam em bordar lembranças na beirada do infinito...

 

Contemplação - pintura de Vicente Romero

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

de helena às 00:39


18 comentários

De CÉU a 07.03.2017 às 10:38

Leninha, nem sei por onde começar, nem como começar, mas manda-me o bom senso e a sensibilidade, que me cale ou não.

Tu estás virando uma "peça" valiosa, aliás, tu o és, eu sei, mas não és "mercadoria", "produto", que esteja à venda, como nas feiras e mercados. Cabe a ti, se assim o entenderes, colocar ou recolar os pontos nos "is", como, vulgarmente, se diz.
a
O mundo, a vida, todos os dias, nos trazem surpresas, boas e ruins, e o "maldito" movimento de rotação a terra, não para, infelizmente, em algumas situações.

Te desejo um dia feliz, luminoso, com muitos sóis alumiando o teu caminho.

Um sincero abraço e um beijo.

De LuísM Castanheira a 06.03.2017 às 21:37

o que dói

é não poder apagar a tua ausência

e repetir dia a pós dia os mesmos gestos


o que dói

é o teu nome que ficou como mendigo

descoberto em cada esquina dos meus versos


o que dói

é tudo e mais aquilo que desteço

ao tecer para ti novos regressos

daniel faria

Um beijo, Amiga (sem comentar, porque a dor impede)

De FARISEU a 06.03.2017 às 19:01

"Echar de menos es una soledad acompañada.
Es cuando el amor no se ha ido pero el amado si.
Echar de menos es amar un pasado que no pasó,
es recusar un presente que nos duele,
es no ver el futuro que nos invita.
Echar de menos es sentir que existe lo que no existe más.
Echar de menos es el infierno de los que perdieron,
es el dolor de los que se quedaron atrás,
es el gusto de la muerte en la boca de los que se quedaron....
Solo una persona desea echar de menos: Aquella que nunca amó.
Y ese es el mayor de los sufrimientos:
No tener a quien echar de menos, pasar por la vida y no vivir.
El mayor sufrimiento es nunca haber sufrido!"
HELENA, MINHA TÃO PRECIOSA AMIGA: NÃO CONSEGUI FICAR AQUÉM DO AUGUSTO, E CHEGUEI AQUI TRAZENDO NAS MÃOS UMA POESIA DO PABLO NERUDA. NÃO SOU POLIGLOTA COMO O NOSSO QUERIDO GUTO, POIS NO TEMPO EM QUE PODERIA ESTAR ADQUIRINDO UMA CULTURA MAIS APRIMORADA, LAMENTAVELMENTE EU ESTAVA ME ENVOLVENDO COM O MULHERIO E OS AMIGOS FARRISTAS. O NOSSO PORTUGUÊS, ASSIM ME PARECE, CONSEGUI DE ALGUMA MANEIRA APROVEITAR MELHOR AS AULAS, ENQUANTO CURSAVA A FACULDADE. TALVEZ POR ESTAR UM POUCO INTERESSADO NA PROFESSORA, RSS. AS DE INGLÊS E FRANCÊS, PARECIAM, COM TODO RESPEITO, DUAS BRUXAS, RSS. TAMBÉM HOUVE UM REPENTINO INTERESSE NAS AULAS DE ESPANHOL, MOTIVO PELO QUAL É O ÚNICO IDIOMA QUE DOMINO RAZOAVELMENTE. POR ISSO FUI BUSCAR NO AMIGO NERUDA, UM DOS POEMAS QUE APRECIO. TERMINEI A FACULDADE DE DIREITO, CONSEGUI PASSAR NUM CONCURSO PARA JUÍZ, MAS O MEU INTERESSE MAIOR, O DAS FARRAS, SE ACENTUOU QUANDO CONHECI UMA DAS MULHERES QUE AMEI NA VIDA... UM DAS? DEVE ESTAR INDAGANDO ESSA SUA CABECINHA PRIVILEGIADA, E EU RESPONDO: SIM, MINHA AMIGA, UMA DAS! QUEM TEVE UMA VIDA BOÊMIA, DESREGRADA, COMO A QUE TIVE, COLETOU AO LONGO DOS ANOS MUITOS AMORES SINCEROS... RSS. FALO SOBRE ISTO NO MEU PRÓXIMO E-MAIL PARA VOCÊ, UM DOS CAPÍTULOS DO MEU LIVRO.
A DIZER UM POUCO MAIS, O NOSSO AMIGO AUGUSTO ESTÁ ME SAINDO UM EXCELENTE CONQUISTADOR, E BEM SEI QUE ME FALTOU ESTA TÁTICA DE POEMAS NUM OUTRO IDIOMA PARA IMPRESSIONAR A MULHERADA. A TI, MINHA QUERIDA, EU SEI QUE ELE NÃO IRÁ IMPRESSIONAR, PELA MESMA QUANTIDADE DE IDIOMAS QUE VOCÊ DOMINA, RSS.
PORTANTO, TÁTICA ERRADA, MEU AMIGO AUGUSTO. É PREFERÍVEL QUE VOCÊ CONTINUE A FAZER OS SEUS PRÓPRIOS VERSOS, POIS ESTES, NATURALMENTE HÃO DE CHEGAR UM DIA AO CORAÇÃO DA NOSSA DOCE HELENA.
DEVO SALIENTAR, MINHA AMIGA, QUE GOSTEI MUITO DESTA PESSOA DE NOME FÁTIMA, QUE FEZ UMA BELÍSSIMA ANÁLISE DA SUA EXPERIÊNCIA DE VIDA E TENTOU, DE ALGUMA FORMA, MOSTRAR A VOCÊ UM NOVO ÂNGULO DA VIVÊNCIA HUMANA. PARECEU-ME, E ASSIM ME PERMITA DIZER, UMA MULHER DE FIBRA, HOJE CONSCIENTE DO SEU LUGAR NO MUNDO, VALORIZANDO TUDO AQUILO QUE A VIDA LHE CONCEDEU, NA EXTRAÇÃO DE PRECIOSAS LIÇÕES.
COMO A TARDE JÁ SE VAI NO PROLONGAMENTO DO DIA, SÓ ME RESTA DESEJAR-LHE UMA NOITE DE BELOS SONHOS... QUEM SABE ATÉ, UM SONHO QUE VÁ AO ENCONTRO DAQUELE SONHADO PELO NOSSO PREZADO AUGUSTO? RSS.
TENHO UMA PERMISSÃO A LHE CONCEDER, MINHA AMIGA: ESTÁ AUTORIZADA A DIZER MEU NOME PARA O NOSSO AMIGO. VAMOS VER QUE INTERPRETAÇÃO IRÁ DAR AQUELA AMIGA POR ELE ALUDIDA.
UM ABRAÇO AFETUOSO DO SEU AMIGO DE SEMPRE.

De ines a 06.03.2017 às 14:40

Há pessoas que vivem eternamente em nós :)

De Fátima a 06.03.2017 às 13:36

Olha menina, você deve ter melado nos olhos, pois nunca vi uma pessoa tão apaixonada e sem nenhum pudor de se declarar assim para a mulher amada, nunca vi!
Este seu enamorado deve ser um tesão de homem, desses que a gente não pode descartar, pois homem assim, inteligente, culto, que cita Shakespeare e fala alemão, olha aqui, não está dando sopa por aí, não. É pegar ou largar, pois deve estar assim de mulher atrás dele, mas ele, ao que parece, preferiu você. Menina, homem bom do jeito que está difícil, não pode ser esnobado assim não, há que se valorizar. Estou dizendo isto porque parece que você fica naquele chove não molha, não ata nem desata, fica prendendo o enamorado numa teia de faz-de-conta, isto tudo eu digo baseada nesses comentários que ele faz, todo meloso, sem medo de se expor, o que dá a parecer que você não está nem aí para ele. Ouça o conselho de quem já está cinquentando as eras e já viveu muito, aprendeu da vida apanhando, levantando, caindo, levantando de novo, principalmente no quesito homem. Antigamente eu botava tudo num saco só, nenhum presta, são todos iguais, só querem da gente uma coisa, estas coisas que a mulher diz quando não dá certo no relacionamento. Mas hoje, já no meio do meu centenário, encontrei um homem que deveria ter chegado na minha vida desde os meus 30 anos, quando eu achava que era dona do mundo e aproveitava tudo que tinha para aproveitar, inclusive me relacionar com toda espécie de homem. Mas este tesouro só chegou há um ano e foi ele quem me mostrou outras facetas de um homem de verdade, íntegro, honesto, honrado, querendo construir uma família com bases de moral elevada. E foi através dele que minha vida tomou outro rumo, passei a me valorizar mais, a saber que sou digna do amor de verdade, e hoje eu posso dizer que sou uma mulher feliz, realizada, e para completar o meu sonho, estamos adotando uma criança, pois me tornei estéril com tantas besteiras que fiz na vida, e só nos restava o método da adoção, o que está se concretizando agora.
Desculpa se invadi assim o seu blog, que diga-se de passagem, é muito bonito, e a sua poesia é dessas que a gente sente que sai da alma, do coração, do corpo todo, e vai parar numa página em branco. Não conheço a sua história de vida, mas dá para perceber que você guarda no coração a lembrança de um grande amor. Foi um amor vivido? Foi alguém que lhe decepcionou? Não importa, pois você deve pensar que a vida segue em frente, que não pára para ouvir os nossos lamentos. Não sei a sua idade, mas me parece ser uma menina nova. Ouça o conselho de alguém experiente de vida, sofrida, mas que deu a volta por cima e hoje eu acredito que a vida nos oferece oportunidades únicas que muitas vezes não vemos, por estarmos voltados para as dores passadas, arquitetando lamentos e lamúrias por algo que não volta mais.
É isto que senti vontade de lhe dizer, minha querida, mas se achar que ultrapassei algum limite, pode apagar este comentário, pois não me sentirei ofendida.
Não tenho uma página na Internet, mas gosto de ler os blogs de pessoas que me atraem a atenção, assim como vi que faz um amigo seu de nome FARISEU. Já comentei aqui no finalzinho do ano passado, mas como estive viajando, só estou voltando agora.
Um beijo de quem, apesar de não conhecê-la, gostou muito com você,
Fatinha

De helena a 06.03.2017 às 21:48

Fátima, gostei do teu posicionamento perante a vida.
Se não lhe for inconveniente, peço anotar o meu e-mail particular para mandar-me um sinal de que está aberta a receber o meu comentário ao teu. E assim o farei, pois não estou mais adotando o método de responder por aqui.
helenamedeirosh@gmail.com

Um abraço carinhoso,
Helena

De Augusto a 06.03.2017 às 11:49

"A longa distância apenas serve para unir o nosso amor.
A saudade serve para me dar
a absoluta certeza de que ficaremos para sempre unidos...

E nesse momento de saudade,
quando penso em você,
quando tudo está machucando o meu coração
e acho que não tenho mais forças para continuar;
eis que surge tua doce presença,
com o esplendor de um anjo;
e me envolvendo como uma suave brisa aconchegante...

Tudo isso acontece porque amo e penso em você..."

Leninha, minha amada menina, vem de Shakespeare, ainda, estes versos para lhe trazer o meu BOM-DIA!
Um sonho que me acalentou as esperanças veio esta noite povoar a minha mente e enriquecer o meu sono. Estávamos nós dois rodeados de crianças que brincavam num lindo parque. De repente elas nos colocaram na roda e começaram a cantar aquela antiga canção Se esta rua fosse minha. Eu, galantemente, ajoelhei-me aos seus pés e comecei a cantar com elas. E a criançada foi ao delírio, com aquele homão ajoelhado aos pés da mulher amada, rss. Não foi um sonho promissor? Acordei feliz da vida e mal tomei o café da manhã, apressei-me a vir lhe contar. Não sou de interpretar sonhos, mas acredito que este traga um bom presságio... Assim espero, rss.
Minha princesa, hoje o meu dia está arrebentando de tantas atividades, torça por mim naquela palestra, pois os "notáveis" estarão lá para me assistir. Como já lhe contei, existem palestras que tiro de letra, mas esta é uma daquelas em que meu alemão tem que estar impecável, pois eles não dominam o nosso idioma.
Com o pensamento em você, nesse seu rostinho tão doce e angelical, na minha mente, sei não... Será que vou conseguir dizer alguma coisa além de:
Dein ist mein ganzes Herz
Wo du nicht bist, kann ich nicht sein
So wie de Blume welkt
Wenn sie nicht küßt der Sonnenschein
Dein ist mein schönstes Lied
Weil est allein aus der Liebe erblüht
Sag mir noch einmal mein einzig Lieb
O sag noch einmal mir: ich hab’ dich lieb
Será que conseguirei? rss
E assim está dado o meu bom-dia, menina doce do meu coração!
Que os bebezinhos de hoje nasçam todos sorrindo, para alegrar ainda mais a sua alma que, como você diz, fica iluminada de amor. Mas não se esqueça, meu anjinho, primeiro eles tem que chorar, para depois sorrir... Como, talvez, tudo o que nos acontece na vida...
Do seu eterno apaixonado,
Guto

De MARILENE DUARTE a 06.03.2017 às 11:12

Minha querida HELENA, você consegue tocar meu coração quando passa em meu blog. É feita de ternura e sensibilidade e tem a capacidade de entrar em nossos mundos, distribuindo estrelas, mesmo quando no seu a saudade lhe turva o olhar. Perdoe-me a ausência, que não significa esquecimento. Tenho um sobrinho doente e ver um jovem sofrendo nos faz sofrer junto. Ele está comigo, após ficar hospitalizado por uns dez dias, sem diagnóstico, e vou ajudar no tratamento, para que fique mais forte. Nunca me esqueço de você. Seus textos, tão poéticos, não escondem a dor, mas a vestem de grande beleza. A saudade permeia todos os momentos e lembranças e você capta sons, toques, palavras... fazendo de tudo uma pintura que nos é clara, delicada, linda. Que essa arte e esse talento a ajudem a libertar o sentir, preenchendo vazios e tornando mais leve sua bagagem. Eu lhe quero muito bem! Um grande e carinhoso abraço estrelado para você, querida! (As ilustrações que escolheu são belíssimas).

De Mariazita a 05.03.2017 às 16:00

Leninha, minha querida
Faça chuva ou faça sol, estejas na planície ou na montanha, contemplando o arco-íris ou admirando uma flor… ele está contigo!
Estará sempre contigo!
Porque o amor, se verdadeiro (se não é verdadeiro não é amor…) vence todas as barreiras, até as que o destino tão dolorosamente nos colocou.
Se não for à luz do dia será à luz das estrelas, quando o corpo adormece e o espírito se desprende do físico, e ambos se encontram numa Dimensão só deles conhecida.
(Comigo, e já lá vão quase cinco anos… acontece frequentemente, quase todas as noites…)

Re - Minha querida, concordo quando dizes que não se devem analisar os versos… etc. A verdade é que todos temos tendência a fazê-lo, o que muitas vezes nos leva a incorrer em erro, interpretando mal o sentido que o poeta quis dar às suas palavras. Para além de tudo o mais não podemos esquecer a tão propalada liberdade poética, que tantas vezes nos leva a divagar, fugindo completamente da realidade…
E por hoje fico-me por aqui. Já te disse que AMEI o teu texto? Não? É o que faz pôr-me a divagar… :)
Um abraço apertado, cheio de carinho.

Votos de um resto de Domingo feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS (http://acasadamariazita.blogspot.com/)

De Jaime Portela a 05.03.2017 às 11:57

O amor mantém a pessoa amada junto de nós.
Magnífico texto, gostei muito.
Bom domingo e boa semana, amiga Helena.
Beijo.

De CÉU a 04.03.2017 às 15:51

Já tinha lido teu poético e transcendental texto, tal como os comentários dos teus amigos comentaristas. Gosto deste "despique" verbal, saudável, brejeiro, animado, em k ambos pretendem a mesma "flor" (coisa difícil, né?), mas fiquem felizes, pois ela tem "pétalas e sépalas", pra todo o mundo (rs). Essa troca de palavras e até de galhardetes revela informações, e essas bem diretas, dos propósitos e estados de espírito das pessoas envolvidas e dialogantes. É bom pôr o coração a nu, mas tudo na vida é vulnerável e mutável, excetuando o amor que a mãe (e não o pai, pke não é do mesmo jeito) tem por seus amados filhos.

Acredito, pia e sinceramente, no título k deste ao teu desabafo, tal como tudo o k ele envolve. Ele estará e ficará para sempre contigo, na tua memória, nos escaparates do tempo, nos lugares k relembras e até na forma como dormias juntinho dele. Evidente k, e se assim o desejares, um outro amor há de chegar, um dia, repito, um dia, mas não será, nunca será igual àquele que viveste e disfrutaste, pke não há duas coisa, nem pessoas precisamente iguais. Leninha, contudo, te digo k é importante, em SEU DEVIDO TEMPO, encontrares um ombro amigo, uma mão aberta, limpa, desinteresseira, alguém com qualidades morais elevadas, ao teu nível académico, mas não precisa de ser médico, não, até pke isso deve ser mto monocórdico, pke falam mtas vezes de doentes, mais doenças, mais clínica, mais hospital, da tua faixa etária, aconselho (desculpem, meus queridos senhores, um pouquinho mais velhos), pke o homem é mto mais imaturo e portanto (parece contraditório o k estou dizendo, mas não é) tu k tens 32 anos, podes mto bem amar e viver um bonito e grande amor com um homem de 28/30 anos. Está, comprovado, cientificamente, que os homens mais velhos preferem mulheres bem mais jovens, aliás, basta olhar à nossa volta, já pra não falar do mundo artístico, do jet 7 ou 8, ou 9 , não sei, enfim, nomenclaturas k não dão com nada, nem com ninguém. O homem precisa, sempre, de duas mãe: a biológica e a companheira/mulher/esposa e deve ser ela a "organizar" os rumos, inteligentemente e sem pressões. Eles, embora tenham o mesmo QI k nós, não conseguem fazer tanta coisa ao mesmo tempo e são facilmente influenciáveis, enfim, são mto mais ingénuos e sãos que nós.

Entendo, razoavelmente, de sentires, e sei o que sentes, embora as lágrimas, k agora, já não rolam em catadupa (nem sei se alguma vez caíram, publicamente, pke tu, tal como eu, temos nosso espaço e tempo, k é só nosso, bem protegido, assim ao jeito de baú ou gavetinha onde guardamos o bem e o mal. Logicamente que não somos de ferro e por vezes, "caímos", mas rapidamente, nos levantamos, pke temos de dar ânimo aos outros, tu de uma maneira, eu, de outra.

Fiquei bem contente em saber k teus amados senhorezinhos e senhorazinhas, tal como tua amadas crianças tinham tido um FABULOSO E DIVERTIDO CARNAVAL, k tudo decorreu conforme o previsto e que nossa titi Esterzinha e nosso vô Tião tinham sido os reis da festa, os vencedores, na categoria adultos, e na criançada, aquelas duas crianças, órfãs, que granjearam o carinho de todos os k vivem e convivem nesse PALÁCIO DE AFETOS, k tu estás construindo, cuidando e melhorando cada vez mais. QUE DEUS TE ABENÇÕE E TE DÊ FORÇAS PRA CONTINUARES!
Enfim, mas Carnaval tem de ter surpresa e decerto que esse tb a teve e estou vendo nos rostinhos de todos, o "delírio", a satisfação de coisas sempre sonhadas, a empatia, por vezes, "forçada", mas o objetivo é outro, portanto, há k ir por aqui pra chegar ali (rs), o "delírio" de todos, mas o carnaval acabou e agora só para o ano. Temos, já de seguida, a Páscoa, tempo de reflexão, de chocolates, enfim coisas doces, mas a maior e melhor é JESUS RESSUSCITADO. E quem sabe se alguém não se fantasiará de Jesus, pra alegrar e dar esperança à vida de todos, naquele dia!?

A pintura "Contemplação" está de acordo com tuas palavras, com aquilo que sentiste e k estás sentindo e mostra mto de ti e das tuas atitudes, para além do bom gosto na escolha.

Hoje, comprei flores, rosas brancas (foi mesmo verdade, sim) e te deixo uma para enfeitares teu sorriso, teu cabelo e o odor dela para se espalhar no ar, para além de um beijo e sincero abraço. Dias felizes!
















Comentar post


Pág. 1/2